Ao longo destes meses da minha vida tenho tido bastante presente a ideia que as situações são que faço delas.

Por vezes deparo-me com resultados que nunca poderia imaginar, que me fazem ter que tomar outro caminho, tomar novas decisões e mudar a forma como vejo a vida.

Nesses momentos em que as coisas fluem de uma forma bastante diferente do esperado posso escolher qual será o resultado final, ou melhor, o que vai sair daquela situação.

Não posso mudar a forma como as coisas acontecem, mas posso escolher ver as situações de uma forma diferente e no fundo fazer algo diferente a partir delas.

Conheço pessoas que de um acontecimento criaram um obstáculo e outras que criaram um trampolim.

Não foi o que aconteceu, mas sim o que as pessoas escolheram fazer do que aconteceu.

Hoje ouvi que em vez de me focar nos “erros” ou de me preocupar se as coisas vão fluir o não, devo focar-me na experiência em si e na forma como o que acontece me permite usufruir e crescer.

Aconteceu algo que interferiu com os meus planos e isso fez com que tivesse que tomar uma direção diferente? Perfeito, aproveito toda essa aprendizagem para fazer melhor da próxima vez.

Vejo nisso uma oportunidade de fazer melhor, com mais amor, aceitação e sobretudo com mais experiência.

Posso também ver isso como um problema e desistir de tudo, procurando outra forma que mexa menos com a minha zona de conforto.

Mas o que é isso senão fugir à vida?

Viver é experienciar aquilo que me vai surgindo no caminho e usar tudo isso para ser uma pessoa melhor e criar um mundo melhor.

E viver é um treino.

Ainda vejo as coisas por aquilo que parece e acabo sempre por ver o quão enganada estou.

Mas cá estou eu, pronta para a próxima oportunidade de fazer da vida um paraíso.

E essa oportunidade é agora.

Obrigado por este dia repleto de alegria.

Até amanhã!

Ângela Barnabé 

Podes também gostar de:

Holler Box

Pin It on Pinterest