Artigo 3 da série: ” As Aventuras de uma Míope“.

Para além da decisão de mudar, (da qual falei no artigo anterior) tive que tomar consciência que a melhoria de visão tem que ser uma prioridade.

Isso foi algo um pouco complicado de introduzir na minha vida. Porquê?

Porque primeiro tive que decidir que realmente queria melhorar a minha visão. Até essa decisão, as desculpas e justificações foram muitas (e por vezes continuam a ser)  e tive (e tenho) que estar muito atenta para não me deixar de focar naquilo que quero.

Porque questão é mesmo essa… O que eu realmente quero.

Sempre ouvi dizer quem quer quer quem não quer arranja desculpas. Durante o meu processo de melhoria de visão finalmente consegui ver (rsrsrsr) isso mesmo.

Uma das grandes desculpas que dava era a falta de tempo.

Sou uma pessoa que normalmente tem os dias preenchidos. Apesar de trabalhar a partir de casa através da internet, grande parte do meu dia é dedicado aos vários projectos nos quais estou inserida. Mas no momento em que decidi que queria realmente melhorar a minha visão, consegui arranjar tempo para tudo.

Tive que tirar vários momentos do dia para fazer exercícios, ler um capítulo do livro e ainda fazer tudo o que costumo fazer… Com alterações constantes de planos, reuniões à última da hora, algumas horas extra no computador, consegui fazer tudo o que queria.

A primeira vez que comecei a fazer o programa de melhoria desisti porque era difícil de conciliar o programa com a minha rotina.

Posso também dizer-vos que tenho uma tendência muito grande para tentar planear e tentar à força que as coisas aconteçam como eu planei, coisa que raramente acontece, pois tudo está em constante mudança. À medida que estou a avançar é cada vez mais fácil deixar as coisas fluir. Muitas vezes ainda tento controlar, se calhar são mais as vezes que controlo do que aquelas que deixo fluir. Mas sabem que mais? É isso que me faz crescer.

Ninguém sabe tudo e a vida está repleta de aprendizagens.

E como é que podemos aprender? Fazendo, experimentando, caindo e levantando-nos…

Começar o dia com a expectativa do que aí vem, de todas as bênçãos que vamos receber ao longo do dia muda completamente a forma como o dia se desenrola. E se eventualmente cairmos na tentação de fazer as coisas como antes e em vez de agradecermos, resistirmos, podemos ter a certeza que está tudo bem. Que a vida nos dá sempre o que precisamos e que acima de tudo nós somos perfeitos da forma como somos.

Resumindo, desde que decidi melhorar a minha visão passei por vários processos de boicote, de automanipulação. Apesar disso decidi não me culpar e aprendi uma grande lição: vamos sempre atrás daquilo que queremos. Não vale a pena ir atrás daquilo que não queremos.

Só podemos tomar a decisão de melhorar a visão se realmente quisermos, porque senão qualquer desculpa será suficiente para desistirmos.

Sermos a nossa própria prioridade não é tarefa fácil mas é essencial para estarmos bem. Pormo-nos em primeiro lugar não é uma questão de egoísmo, mas sim um ato de amor. É termos consciência que para tornarmos o mundo melhor temos que ser pessoas melhores.

Ângela Barnabé

 

Pin It on Pinterest