Quanto tempo temos que esperar para que as coisas se manifestem?

Eu pensava que se as coisas não acontecessem logo, ou num prazo muito curto, elas não resultavam e por isso podia desistir. E estava sempre frustrada porque nada parecia resultar.

Passado algum tempo, comecei a obter resultados de coisas que fiz e larguei, ou seja, pus ação em determinado projecto e continuei a “minha vida”, sem me preocupar com os resultados.

Nos projectos dos quais desisti e principalmente aqueles que forcei nada aconteceu.

Porquê?

Um grande amigo meu, António Fernandes, muitas vezes me disse:

“ Só tens que pôr ação e ter certeza que vais receber aquilo que semeaste”.

Estamos habituados a querer ter as coisas na altura em que queremos, da forma como queremos, sem pensarmos que se algo não está a acontecer é porque é para nosso benefício.

As coisas acontecem no momento certo, e se nós estivermos atentos e disponíveis para que elas se manifestem na nossa vida o resultado é maravilhoso.

O importante é termos objectivos e deixarmos fluir. Não devemos apegarmo-nos a metas e devemos sempre ter em mente que no segundo em que pomos ação em algo isso já está a acontecer e no momento certo iremos obter os resultados.

Temos que nos libertar da cultura do instantâneo!

A vida não é madrasta, simplesmente nos dá o resultado daquilo que semeamos.

 Se queremos colher trigo, não vamos semear milho. E quando semeamos o trigo, não vamos constantemente desenterra-lo para nos certificarmos que ele está a crescer, pois não?


Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest