Fui ensinada a confiar, desconfiando. A dar de mim, mas não tudo para que, se algo acontecesse, ainda ficasse com algo. Por todo o lado via pessoas a enganarem os outros, pensando poder tirar daí algum benefício.

Eu era aquela pessoa que punha sempre barreiras quando conhecia novas pessoas e mantinha uma postura de desconfiança em relação aos outros, com medo de ser prejudicada. Até mesmo com as pessoas próximas de mim havia um fosso, pois nunca ninguém podia saber quem eu realmente era.

Partilhar aquilo que realmente sentia era expor-me e colocar as minhas fraquezas à mercê de todos. Por isso quanto mais “fechada” eu fosse, melhor me podia proteger do mundo.

Acreditei que um dia alguém viria ter comigo e ia derrubar todas aquelas barreiras. A tão esperada alma gémea ia ser tudo aquilo que eu sempre sonhei e aí eu poderia sentir-me a pertencer ao mundo e não isolada dele.

Cada vez me sentia mais separada do mundo. Nada era genuíno, nem a alegria, nem a tristeza, nem o sorriso, nem as lágrimas; tudo era uma encenação, pois nada podia entrar ou sair daquela espessa bolha que me protegia do mundo.

Até que um dia se tornou urgente “despejar” aquilo que sentia. Ou me libertava do que sentia ou ia rebentar de uma vez e tudo aquilo ia provocar um estrago ainda maior.

Comecei a escrever estas reflexões diárias como meio de libertação de medos e limitações e também com o intuito de derrubar barreiras. Portas bem pesadas que só podiam ser abertas por dentro e nem mesmo a “alma gémea” ia ter acesso à pessoa que eu realmente era.

Hoje sinto-me cada vez melhor comigo mesma e à medida que derrubo barreiras sinto-me mais una com aquilo que me rodeia. Ainda sinto alguma dificuldade em lidar com algumas situações, com pessoas novas e às vezes com pessoas conhecidas, mas sei de certeza que da mesma maneira que construí esta separação do mundo, posso voltar a viver sem prisões.

“Viver é seguro” digo eu a mim mesma, cada vez mais confiante no fluxo e processo da vida!

Até amanhã!

Ângela Barnabé 

Foto original por Rob Morton on Unsplash

Pin It on Pinterest

Copied!