usufruir

Viver a vida com indiferença foi algo que eu fiz durante muito tempo. Os dias passavam sem entusiasmo, sem sonhos. Vivia na ilusão de um dia alcançar a felicidade, mas sem acreditar realmente nisso.

Tenho refletido bastante nisto nos últimos dias.

A importância da valorização passou a ser uma constante na minha mente, por sentir que muitas vezes não usufruo nem agradeço as bênçãos que vou recebendo.

Não é nada agradável ter que perder algo para aprender a dar valor, e olhando para aquilo que tenho hoje, cada vez mais tenho consciência da urgência em aprender a usufruir da vida.

Mas afinal o que é que me impede de usufruir da vida?

Gostaria de dizer que vivo o presente, que apenas me foco naquilo que é realmente importante, mas a verdade é que isso ainda não acontece.

Conceitos obsoletos em relação à vida, que por sua vez levam à falta de confiança; querer agir hoje como agia há alguns meses; apego a verdades que já se tornaram mentiras ou que talvez nunca foram verdades; tudo isso contribui para a minha separação da vida.

Mas à medida que vou despertando para a barreira que coloco entre mim e aquilo que me rodeia e que vou reciclando aquilo que sempre me trouxe sofrimento, para algo que contribui para o meu bem-estar, vou tendo cada vez mais certeza que estou no caminho certo.

Existem muitas coisas que me impedem de usufruir da vida e de ver aquilo que realmente importa, mas cada dia é mais uma oportunidade de estar mais perto daquilo que é realmente importante e sinto que cada estou cada vez mais consciente do quão maravilhosa é a vida!

Obrigado!

Ângela Barnabé

Foto original por Simon Rae on Unsplash

Pin It on Pinterest

Copied!