acontecer

“Todas as possibilidades estão no mesmo lugar.”

António Fernandes

Hoje vou escrever sobre a pré-ocupação, ou seja, a ocupação da mente com algo que ainda não aconteceu.

Eu tenho uma grande tendência para me pre-ocupar. Em vez de estar atenta àquilo que está a acontecer no momento, em vez de usufruir do momento presente, do agora,  escolho pre-ocupar-me com o que pode vir a acontecer, o que vou fazer se aquilo acontecer…

Com diversas experiências que passei aprendi duas coisas:

Pode acontecer o pior que eu podia pensar e no fundo isso nem será um grande problema: na altura terei à minha disposição as ferramentas necessárias para a resolução de “problemas” e até hoje, nesses momentos, nada me faltou.

As melhores coisas da vida são as inesperadas: por muito que eu pense no melhor cenário possível, as expectativas irão sempre ser superadas, desde que me abra a novas possibilidades e não manipule o resultado.

A vida dá-me sempre o que preciso, na altura em que preciso.

  • Pensar nalguma coisa nunca impediu que algo acontecesse; muito pelo contrário. Também nunca fez que nada acontecesse. O foco é importante mas não é o pensamento que faz algo acontecer. Tenho que pôr ação, largar e confiar. No momento certo tudo acontece.
  • Parece difícil esta postura de não manipulação e entrega total. Com o tempo e com a prática torna-se cada vez mais fácil, até que um dia será tão natural quanto respirar.

 

A mente criativa é criar aquilo que quero em conjunto com o Universo. As coisas obtidas através da manipulação não trazem satisfação nem realização. Apenas fazem com que o vazio já existente se torne cada vez maior.

Ângela Barnabé

 

P.S.:  Escrever estas reflexões têm-me ajudado muito no meu dia-a-dia. Obrigado por esta maravilhosa oportunidade.

Podes também gostar de:

Holler Box

Pin It on Pinterest