E aqui estou eu no final de mais um ano, mas propriamente no início do ano de 2018.

2017 foi o melhor ano da minha vida. Por incrível que pareça, uma das coisas que fez este ano melhor foi o facto de as coisas não acontecerem como esperado.

Comecei o ano com muitos medos, muitas inseguranças e terminei-o mais confiante, mais segura.

Decidi partilhar uma grande parte de mim em todas as reflexões diárias e trazer essa mesma energia para o meu dia-a-dia. “Descasquei” muitas camadas e permiti aceitar-me como sou, com todos os traços que amo e todos aqueles que ainda não aprendi a amar.

Surpreendi-me a mim mesma, pois vi-me a fazer coisas que sonhava, mas que nunca tive coragem de fazer.

Aprendi que a vida é mágica (ou pelo menos fiquei mais desperta para o facto de), no sentido em que tudo, mas mesmo tudo, acontece no momento certo, da forma mais perfeita possível.

Não usufruiu de todos os momentos. Ainda consigo apontar situações em que resisti, em que me culpei e em que neguei o fluxo das coisas. Mas aprendi que a única coisa que dita a forma como eu me sinto é a minha escolha.

Responsabilizei-me por muitos aspetos, principalmente episódios que aconteceram no passado, nos quais eu culpava e apontava o dedo aos que me rodeavam, em vez de ver que era eu que criava todas aquelas situações.

Tornei-me aos poucos naquela adulta que sempre quis ser. Lembro-me de aos meus seis anos pensar na pessoa segura que ia ser quando crescesse e com o passar dos anos aquilo em que me estava a tornar não tinha nada parecido com essa imagem que criei.

Hoje, se aquela menina de seis anos estivesse aqui comigo, muito provavelmente iria olhar para mim com admiração e respeito.

Essa admiração não seria devido ao facto de eu estar a corresponder a um padrão, ou de ser aquela menina bonita (uma imagem que eu sempre persegui), mas sim pelo facto de acima de tudo eu me sentir cada vez mais feliz e realizada com aquilo que sou.

Obrigado 2017 por me teres trazido todas estas bênçãos e por teres sido o ano fantástico de foste.

Bem vindo 2018, o melhor ano da minha vida!

Ângela Barnabé 

Podes também gostar de:

Holler Box

Pin It on Pinterest