marco2017

Março, o terceiro mês do ano.

Com o início da primavera vem também o início de uma nova “rotina”, de um novo horário… De um fervilhar de vida e de dias “bonitos”…

Mas porque é que sempre que me refiro a um dia bonito, faço-o pensando num dia de sol? Será que um dia frio e de chuva não é bonito? Porque é que passo o tempo a desejar que esteja calor, mas assim que a temperatura aumenta desejo novamente o frio?

O final do mês de Março fez-me pensar em diversas coisas. Eu não sou grata por aquilo que tenho: foco-me bem mais naquilo que aparentemente me falta e pouco ou nada agradeço aquilo com que sou abençoada todos os dias.

Com essa tomada de consciência vem também um sentimento de responsabilidade para comigo e para com o Universo. A vida dá-me tudo o que preciso e nunca mas nunca algo veio até mim fora do timing. Confiar liberta-me de todos os medos, de todas as inseguranças e permite-me usufruir de tudo a que tenho direito. Permite-me fazer a coisa mais importante que alguma vez possa fazer: VIVER.

Obrigado Março e bem-vindo Abril!

Ângela Barnabé

Podes ler os artigos que escrevi no mês de março clicando aqui!

Podes também gostar de:

Holler Box

Pin It on Pinterest