No início deste mês pus como intenção fazer de novembro o melhor mês da minha vida. De facto, essa intenção concretizou-se. Refletindo e inventariando todas as coisas que aconteceram, posso afirmar que o mês de novembro foi um mês excelente.

As coisas não correram como eu queria, nem como eu planeara, mas como por magia os resultados foram melhores do que eu poderia imaginar.

A maior mudança na minha vida tem sido a minha postura em relação à vida e em relação a mim mesma. Tenho estabelecido uma relação mais amorosa comigo e isso, para além de me ajudar a reciclar o passado, tem-me ajudado a construir um futuro com base na aceitação e amor.

Apesar de ter tido muitas situações “contrárias” aos meus planos, senti que me permiti fluir melhor com os acontecimentos e isso fez toda a diferença nos resultados. Resistir apenas torna as coisas mais difíceis e nunca resolve nenhuma situação.

A vida é bela e eu por vezes é que complico tudo. Tomar consciência disso tem mantido o meu complicómetro no nível mais baixo e por vezes até mesmo desligado, algo que eu achava ser impossível.

Tem sido uma surpresa ver a minha metamorfose e ver que de facto é possível sentir-me bem comigo mesma, sempre, independentemente daquilo que acontece.

Continuo com a intenção de fazer este novo mês o melhor mês da minha vida e por isso dou as boas vindas (um pouco atrasadas) ao mês de dezembro, com uma postura de aceitação e de gratidão, para acabar o ano de 2017 da melhor forma possível.

Estou bastante entusiasmada com alguns projetos novos para 2018, focados na melhoria da visão, no desenvolvimento da mente criativa e na expansão da consciência.

Penso que nunca terminei um mês a sentir-me tão bem e estou a fazer tudo para que daqui a um mês esteja a escrever a mesma coisa, sentindo-me ainda melhor que hoje.

Obrigado novembro e bem-vindo dezembro.

Ângela Barnabé

Podes ler os artigos do mês de novembro clicando aqui!

Podes também gostar de:

Holler Box

Pin It on Pinterest