Já escrevi várias vezes sobre o facto de durante muito tempo eu ter deixado adormecer a minha vontade de sonhar. Aos poucos, com a intenção de expandir a consciência vou-me permitindo voltar a ter sonhos e isso trouxe-me algumas reflexões.

É possível realizar tudo aquilo que consigo conceber na minha mente. Para isso tenho que vibrar aquilo que realmente quero e tenho que confiar.

Já escrevi muitas vezes sobre confiar, mas nunca é demais mencionar a sua importância, talvez por ainda não conseguir confiar 100% do tempo. Antes culpava-me disso, mas cada vez mais sinto que atingir esse estado faz parte de um treino.

A seu tempo vou colhendo aquilo que vou semeando. Já me deparei com colheitas que não me agradaram, quando, por exemplo, aquilo que eu tenho medo acaba por se tornar realidade, mas também já senti a satisfação de ver realizado um sonho.

À medida que vou treinando aquilo que já sei que é essencial para uma vida fluída, vou-me apercebendo do poder das crenças e dos conceitos.

Às vezes dou por mim a ter em mãos coisas que achava impossíveis de alcançar, mas isso só é possível porque eu mudei as minhas crenças em relação a isso.

A energia colocada nas tarefas do dia-a-dia interfere com a realização de sonhos. Tudo aquilo que faço deve ser com gratidão e amor, ainda que a tarefa que tenha em mãos não seja diretamente relacionada com o meu sonho.

A minha postura deverá se coerente com a vida, com o meu bem-estar e consequentemente com o bem-estar do mundo, para que tudo aquilo que eu almeje  seja também para benefício de todos.

Não é complicado realizar sonhos, mas é bastante difícil tentar controlar para que as coisas corram à minha maneira. Cada vez mais me liberto da ideia de que eu é que sei qual é a melhor forma das coisas acontecerem.

A vida sabe o que faz. Eu só tenho que confiar!

Obrigado por este dia repleto de alegria.

Até amanhã!

Ângela Barnabé 

Foto original por Vero Photoart on Unsplash

Pin It on Pinterest