Enquanto estudante, já me foi colocada várias vezes a questão: O que queres seguir quando acabares o secundário? A minha resposta foi variando. Já quis ser veterinária, advogada… Mas nunca me questionaram se eu queria realmente ir para a universidade. Era como que se assumissem que esse era o único caminho…

Mas chegou uma altura em que eu fiz essa pergunta a mim mesma e a resposta foi NÃO.

Eu não quero ir para a universidade.

Eu não quero adiar a minha vida, os meus sonhos e os meus objetivos.

Vou para a Universidade para quê? Para arranjar “emprego”, ou por outras palavras uma escravidão?

Para fazer parte daquele grupo de pessoas que com 40 anos ainda anda a acabar a 4º Licenciatura?

Para continuar a alimentar um sistema de crenças que já não funciona?

Para poder dizer que apesar de a minha vida ser um fracasso, um frete, eu tenho um canudo e que tenho autorização para ser escravizada?

Basta!

Temos que assumir a responsabilidade! Quem cria a nossa vida somos nós!


Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest