valorizar

Não sei quanto tempo durará esta minha jornada neste planeta. Não sei quanto tempo poderei passar com as pessoas que me rodeiam, nem sei quanto tempo poderá durar o bem-estar que tenho vindo a sentir.

A única coisa que tenho certeza é que o tempo em que eu usufruir e valorizar a vida que tenho é algo que vai ficar sempre comigo.

Viver trata-se de usufruir aquilo com que sou presenteada. Os objetivos são linhas de orientação, mas é essencial aproveitar cada passo da caminhada.

Aceitar-me como sou permite-me não só usufruir das oportunidades de melhoria como também me incentiva a criar uma postura de amor perante as minhas decisões.

Durante muito tempo as minhas decisões foram tomadas com base numa baixa-autoestima. Por muito que eu recebesse, nunca era o suficiente. Tudo era uma tentativa de preenchimento de um vazio.

Poderia ter valorizado mais o que recebi e talvez me sentisse melhor… – penso eu muitas vezes.

Mas na altura fiz o melhor que soube e pensar no que deveria ou não ter feito é não aceitar o meu percurso.

Hoje, com tudo aquilo que caminhei escolho valorizar a vida, os momentos, as pessoas, pois só assim poderei ter cada vez melhor.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Foto original por Martina Misar-Tummeltshammer on Unsplash

Pin It on Pinterest

Copied!