Conímbriga é uma das maiores povoações romanas de que há vestígios em Portugal. Classificada Monumento Nacional, é a estação arqueológica romana mais bem estudada no país. Conímbriga foi à época da Invasão romana da Península Ibérica a principal cidade do Convento Escalabitano, província romana da Lusitânia. Localiza-se a 16 km de Coimbra, na freguesia de Condeixa-a-Velha, a 2 km de Condeixa-a-Nova. A estação inclui o Museu Monográfico de Conímbriga, onde estão expostos muitos dos artefactos encontrados nas escavações arqueológicas, incluindo moedas e instrumentos cirúrgicos.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Con%C3%ADmbriga

Depois de uma manhã excelente e de um agradável piquenique na Mata do Buçaco, passeio sobre o qual podem ler aqui, visitei também Conímbriga, ficando a conhecer tanto as Ruínas como o Museu.

É bastante interessante ter um vislumbre de como viviam naquela época, seja através dos utensílios de cozinha utilizados que podem ser vistos no museu, como através da arquitetura das casas e edifícios avistados nas ruínas.

Foi uma visita fantástica. São impressionantes os pormenores dos pavimentos e das construções, que apesar terem sido construídos nos séc. I, II, III, ainda é possível ver a sua beleza. O que para mim faz das ruínas algo tão belo é o contraste,não só de construções antigas e o mundo atual, mas também de construções num espaço que ainda preserva algumas características “selvagens e naturais”, como por exemplo, a vegetação que se avista no vale perto das ruínas.

 

Em baixo podem ver algumas (das muitas) fotografias que tirei ao longo desta fantástica visita.

Pin It on Pinterest