verdadeira autoestima

Nos últimos tempos tenho pensado muito sobre a verdadeira autoestima e sobre o que significa ter uma boa autoestima.

Antes pensava que sentir-me bem comigo mesma e consequentemente ser uma pessoa com uma boa autoestima, significava olhar-me no espelho e sentir-me bem com o que via.

Isso já me aconteceu, mas digamos que este sucedido não resolveu os problemas interiores. Porque na verdade o maior problema não estava na imagem refletida no espelho, nem no meu corpo.

O problema estava na minha mente. Aquilo que me fazia sentir mal comigo mesma era a maneira com que eu lidava com as situações, comigo mesma e com a vida.

O aspeto físico é importante, mas a procura pela beleza exterior de nada serve se não me sentir bela interiormente.

Muitos dos meus processos de mudança podem ter começado com uma tentativa de mudar o exterior, mas no fundo eu sempre soube que era inevitável mudar-me interiormente.

Às vezes pode parecer tentador entrar-se no culto da beleza, mas mais cedo ou mais tarde, iremos perceber que estaremos a entrar na verdade na ditadura da beleza.

Se eu cultivar a minha beleza interior, não só me sentirei bem interiormente, como a minha postura em relação à vida e a mim mesma irá melhorar.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Copied!