aproveitar

Nos últimos tempos tenho sido “confrontada” com o facto de nada ser permanente. Isto não é novidade nenhuma para mim, mas diversos acontecimentos da minha vida fizeram-me refletir neste tema.

Coisas que tomei como certas; pessoas, situações e até mesmo objetivos saíram da minha vida com a mesma suavidade com que entraram.

Assim como escrevi na reflexão anterior, tenho notado a urgência em aproveitar tudo aquilo que estou a vivenciar.

Ninguém sabe o que irá acontecer amanhã e nem durante quanto tempo alguma coisa irá estar presente na minha vida.

As coisas que eu tenho vindo a vivenciar são excelentes e estou muito grata por tudo aquilo que tenho na minha vida.

Mas tenho plena consciência que para ir de onde estou para algo ainda melhor tenho que me desapegar e estar preparada para deixar ir.

Usufruir ao máximo de cada momento presente é crucial pois só assim aprenderei a viver o momento presente e a aproveitar cada segundo da jornada que é a vida.

Quando chegar a hora de deixar ir tenho que largar, confiante que o melhor está ali à minha espera.

Enquanto as “coisas não vão” é aproveitar daquilo que tenho, grata às oportunidades e confiante no fluxo e processo da vida.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Copied!