sou hoje

Aquilo que sou hoje não é igual àquilo que fui ontem. A cada segundo que passa as coisas vão-se alterando, e eu, através da postura que tenho em relação a elas, vou também mudando.

Mas o problema é quando eu transporto questões do passado para o momento presente.

No passado eu fui insegura e baseei muitas das minhas ações no medo. Duvidei da minha capacidade de agir e da minha capacidade de decidir. Mas isso já passou…

Na altura fiz aquilo que achei melhor, sempre com o intuito de procurar o que era melhor.

Hoje, com uma maior experiência e uma consciência diferente, vejo as coisas de uma maneira diferente.

Então porque é que eu transporto para o hoje aquilo que sentia no passado, numa altura em que as coisas eram diferentes e eu própria era diferente?

Aquilo que sou hoje é diferente daquilo que fui no passado, desde que eu esteja disposta a mudar e que esteja aberta a novas formas de fazer as coisas.

Se eu continuar a fazer as coisas como sempre fiz, o resultado vai ser sempre igual. Se eu continuar a considerar-me uma pessoa insegura, vou sempre viver na insegurança.

Mas se eu confiar na vida, deixar-me guiar e apenas no momento decidir aquilo que quero fazer, sempre tendo em mente a perfeição do fluxo das coisas, posso escolher algo diferente e maravilhar-me com o (novo) desenrolar dos acontecimentos.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest