diferença

A ideia de fazer do mundo um sítio melhor foi algo que sempre me agradou. Mas, para considerava isso uma tarefa quase impossível.

Como é que eu podia fazer o mundo um lugar melhor se não conseguia acabar com a pobreza? Ou com a fome?

Parecia uma tarefa monstruosa, mas hoje, com uma consciência mais expandida que na altura consigo achar possível que isso aconteça.

Não se trata de mudar os outros, nem de passar a vida a lutar contra a forma como as coisas funcionam… Trata-se de em primeiro lugar mudar eu mesma.

Se eu escolher ser amor em vez de medo, se eu escolher a aceitação em vez da resistência, sou uma pessoa que escolhe estar bem. Em vez de estar a contribuir para uma onda de pessoas em sofrimento, contribuo para uma onde de pessoas em bem-estar.

A partir de essa postura de bem-estar posso realmente ajudar os outros e tomar decisões com base no amor em vez de serem com base na luta.

Já tentei mudar aspetos lutando contra eles e o resultado foi cansaço e nenhuma mudança real.

Mas quando a mudança foi resultado da aceitação e da responsabilização, as coisas foram bastante diferentes.

Cada um pode fazer a diferença. Basta eu decidir qual é a diferença que quero ver e ser eu mesma essa diferença para a mudança acontecer.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Copied!