vida toda

Quando comecei a ver a vida de uma outra maneira, muitas vezes saiu da minha boca: ”Nunca mais faço isto…” ou então “vou fazer isto sempre…”.

Na maior parte as vezes (e se calhar mesmo em todas) acabava por fazer aquilo que eu tinha negado e não fazia mais aquilo que tinha prometido sempre fazer.

Tomava decisões para a vida toda sem sequer pensar na possibilidade de mudança, sem sequer considerar que com o tempo poderia encontrar algo bem melhor para me guiar e orientar na minha vida.

Hoje, olhando para trás vejo-me frustrada em diversos momentos por repetir os mesmos “erros”  e por nunca manter bons hábitos.

Mas sei que isso acontecia porque não estava a viver o momento. Aquilo que tenho para viver é o agora, o momento presente, e aquilo que decido agora está em sintonia com o que sinto.

Hoje posso decidir algo que está em conformidade com aquilo que estou a sentir e a vibrar. Amanhã será um outro dia e poderei escolher algo que espelhe aquilo que quero experienciar.

Só por hoje escolho isto… Só por hoje decido aquilo… Isso sim resulta.

Não posso querer abarcar tudo de uma vez e sem a mínima consciência daquilo que poderá acontecer e daquilo que está à minha espera no futuro, decidir aquilo que quererei.

Isso leva-me à rigidez, ao controlo e ao não usufruir daquilo que me é dado no momento.

Muitas vezes me relembro que hoje é um dia e que amanhã será outro.

Hoje decido estar bem. Amanhã logo se verá. Mas se hoje decidir de forma consciente e estiver realmente bem, com certeza que amanhã estarei bem melhor.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Foto original por Niklas Veenhuis on Unsplash

Podes também gostar de:

Holler Box

Pin It on Pinterest