dois anos de crescimento

Comemoro hoje dois anos que comecei a escrever as reflexões diárias. Quando tomei a decisão de partilhar os meus pensamentos do dia-a-dia através de artigos publicados neste blog, fi-lo com intenção de aprender a lidar com emoções que estavam “presas” dentro de mim.

O medo, a insegurança e a dúvida acompanhavam-me com frequência nas decisões e impediam-me de  viver com entrega e confiança. A baixa-autoestima estava também “por cá” e a busca pela valorização que me pudessem dar interferia com aquilo que eu escolhia.

Quando comecei a escrever não fazia ideia de tudo o que tinha cá dentro; não tinha noção de aquilo que “rodava” no plano de fundo e que tão fortemente agia no que tocava à tomada de decisões em todas as áreas da minha vida.

Com o tempo fui deitando cá para fora e fui vendo coisas que até então achava impossíveis. Fui descobrindo a segurança, a autoconfiança, o amor por mim mesma… Aquilo que estava cá dentro e que “aparecia” de vez em quando e que depressa era tapado por coisas às quais eu dava mais atenção.

Descobri também que a minha partilha foi ajudando algumas pessoas, que por vezes se dirigiam a mim com as suas próprias partilhas e com as suas histórias de crescimento e mudança.

A pessoa que escreveu a primeira reflexão foi dando lugar a outras versões de mim mesma; versões com menos camadas de preconceitos e julgamentos, que se permitiam amar e viver a vida com alegria.

Graças a todo este trajeto sou uma pessoa bem melhor. Pude ver-me de uma maneira diferente, pude aprender a lidar com as minhas emoções de uma forma bem mais saudável, pude, acima de tudo, ver um propósito em tudo ( ou quase tudo) o que vivenciei na minha jornada.

Quando escrevi aquele texto nunca poderia imaginar estar a viver aquilo que estou a viver hoje; nunca poderia imaginar que todos os “bichos de sete cabeças” da altura se iriam transformar em presentes, recheados de crescimento e aprendizagem.

Hoje encerro um ciclo. Escrevi bastantes artigos, partilhei imensos aspetos sobre mim, sobre a minha vida e sobre o meu crescimento.

E com este encerrar de ciclo quero partilhar a minha gratidão por estes dois anos, e por aqueles vinte e um anos, que pavimentaram o caminho que eu hoje palmilho e as aprendizagens que levo hoje no coração.

Obrigado a todos os que leram: os que compartilharam comigo as suas histórias e aqueles que apenas me permitiram compartilhar as minhas.

Obrigado a todos os que fizeram parte do meu dia-a-dia e que para além de serem os ouvintes das minhas histórias, desempenharam um papel crucial nelas.

Obrigado a todos os acontecimentos destes dois anos: os grandes que me trouxeram grandes mudanças e os pequenos que me trouxeram tanto crescimento e tantas reflexões.

Veremos o que este novo ciclo me trará!

Obrigado!

Com amor,

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest