encontro

Será que o que eu sempre procurei não esteve sempre ao pé de mim?

Tenho refletido na importância da expansão da visão e da minha consciência.

Quanto mais me abro às possibilidades e à vida, mais vejo qual é o meu papel na criação da minha realidade.

Posso acreditar que não tenho sorte porque as coisas não acontecem à minha maneira ou posso sentir-me grata pela vida me apresentar as coisas da melhor forma possível.

Eu encontro sempre o que procuro.

Enquanto procurei motivos para justificar a minha situação, encontrei mais do que um. Mas, quando procurei motivos para mudar e para viver uma vida melhor, não faltaram razões para isso mesmo.

Se quero mudar aquilo que encontro, tenho que mudar a lente com que vejo as situações e a postura com que lido com a vida.

A vida é o que faço dela e hoje sei que posso mudar a todo o instante aquilo que encontro e aquilo eu procuro.

Obrigado!

Ângela Barnabé

 

Foto original por Gabriel Santiago on Unsplash

Pin It on Pinterest