deixar fluir

Muitas vezes ouvi dizer que para conseguir ter alguma coisa na vida tinha que me esforçar. Lutar pelo que queria era essencial para ter sucesso e muitas vezes o sacrifício era a base de muitas conquistas.

Quando comecei a ver a vida de uma forma diferente, passei a dar tanta importância ao percurso como ao destino e toda aquela filosofia de “não importa o meio, apenas o fim”, deixou de fazer sentido.

Se o controlo e a manipulação não me tinham levado ao bem-estar que sempre quis; se a caminhada é tão importante como o destino e se a principal base de toda a criação deve ser a confiança no processo da vida, para que serve o esforço?

Tenho conseguido tantas coisas deixando fluir e tenho criado outras tantas com amor e boa-vontade…

A vida não deve ser nem sacrifício nem esforço… Muitas vezes me sacrifiquei com foco em algo e no final aquilo que consegui não contribuiu em nada para o meu bem-estar e nem sequer usufrui do caminho que me levou ao objetivo.

Cada vez vejo mais que a vida é tão curta para desperdiçar um segundo que seja sentindo-me mal ou fazendo algo com uma postura que não seja a de amor, de aceitação ou de gratidão.

Posso esforçar-me e assim conseguir algo. Mas é muito mais fácil colocar ação e deixar fluir, confiante que o que for melhor para mim acontecerá sempre.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Foto original por Fidel Fernando on Unsplash

Pin It on Pinterest