primeiro lugar

Quando ouvia falar em autoestima e em estar bem comigo mesma, pensava em todos os aspectos físicos da questão, como olhar-me ao espelho e sentir-me bem comigo, gostar do meu corpo…

Não compreendia muito bem quais seriam as “consequências” de ter uma boa autoestima e o que é que isso iria significar no meu dia-a-dia.

Estar bem comigo mesma não tem só a ver com a aparência, mas também com a forma como me sinto, com aquilo que penso e com a forma como vejo o mundo e a mim mesma.

Estar bem comigo mesma é ser coerente. É independentemente daquilo que aconteça, sentir-me bem e confiar na vida.

Ainda não consigo ter essa postura sempre, mas quanto mais a treino mais vejo as mudanças a acontecerem.

Enquanto eu não fizer as coisas partindo de uma postura do bem-estar, o resultado será sempre limitado e no fundo mais daquilo que eu não quero.

Se eu estiver bem vou focar-me no belo e vou fluir com a vida. Mas se eu estiver mal, vou focar-me no que não quero e vou resistir à vida e aos acontecimentos.

A solução para muitos problemas ( se calhar até mesmo para todos) é estar bem, pois a partir dessa postura tudo se resolve, tudo se aprende e tudo se pode mudar.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest