Formas de estar bem

Às vezes dou por mim à procura de formas para estar mal. Eu sei que isso não é nada, mas mesmo nada bom para mim, e que é completamente contra o processo da vida, mas é algo que ainda faz parte mim.

E o que é isso de estar à procura de formas para estar mal?

Duvidar, não confiar, não gostar de mim, pré-ocupar-me, controlar, manipular… Tudo isto são fórmulas garantidas para estar mal e perpetuar isso para o futuro. É semear algo que já sei que não vou querer colher.

Mas também procuro formas de estar bem: confiar, estar presente e principalmente largar qualquer julgamento ou ideia pré-concebida.

Fui ensinada que o perigo está sempre à espreita; que temos que desconfiar desconfiado e, apesar de saber e ter inúmeras provas que a vida me traz sempre aquilo que é melhor para mim, ainda existe uma parte de mim que alimenta o vitimismo.

Parece muito fácil responsabilizar as situações pelo meu estado e arranjar inúmeras formas de estar mal.

Mas asseguro-vos que, mais fácil ( e bem melhor) que estar mal, é responsabilizar-me pela forma como me sinto em relação a tudo e fazer de tudo uma forma de estar bem.

Existem mil e uma formas de estar bem e no meio disso, ainda arranjo uma de ficar mal. Tenho estado atenta a isso e tenho percebido o quanto é fácil estar bem e fluir com a vida.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Copied!