tantas possibilidades

Já me aconteceu olhar para uma situação com a qual tinha que lidar e pensar que no meio de tantas possibilidades fui logo escolher aquela, uma possibilidade que no fundo não me vai acrescentar nada.

Eu pensava que não escolhia nem criava a minha realidade. “Acreditava” que as coisas me “caíam” em cima, que o meu destino estava traçado e que não havia nada a fazer para mudar as coisas.

Na verdade, isso era o que eu me dizia a mim própria para me tentar enganar, porque eu sabia que eu tinha um papel ativo e principal na criação da minha realidade.

Eu não escolhia “conscientemente” ter que passar por situações mais “difíceis” mas os meus pre-conceitos acabavam por criar aquilo que eu não queria. Se eu acreditava que o mundo era um lugar perigoso, por exemplo, invariavelmente acabava por me encontrar numa situação dentro dessa visão da vida.

A situação não era uma prova que eu estava certa; a situação era o reflexo daquilo que eu acreditava e a prova de que eu criava a minha própria realidade.

No meio de tantas possibilidades posso escolher o que eu quiser. Posso escolher aquilo que me faz vibrar e que me faz sentir realizada. Posso escolher o que me traz a alegria.

Isso faz da vida algo tão belo!

Obrigado!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Copied!