o mundo não gira à minha volta

Desde que me lembro que gosto de ser o centro das atenções. A minha procura constante por isso levou-me a um lugar não tão luminoso como esperava.

Como já escrevi algumas vezes, eu queria sentir-me importante na vida das pessoas, queria saber que de alguma maneira eu tinha valor para elas.

Para isso era necessário que eu fosse especial e para isso tinha que me esforçar para me transformar em algo que as pessoas desejassem ter nas suas vidas.

Nunca poderia estar tão errada.

Não há que ser o centro das atenções. O mundo não gira à minha volta ( e ainda bem).

Tudo tem a sua ordem e o meu papel é deixar que as coisas fluam da melhor maneira possível.

É bom saber que eu sou importante, mas para isso não é necessário nenhum esforço, nem tentar agradar a ninguém.

Basta ser eu mesma. Basta ter como intenção ser cada vez melhor para viver num mundo melhor.

Basta sentir-me bem comigo mesma e abordar a vida de braços abertos, com entusiasmo e principalmente fazer de cada segundo algo que mereça a pena ser vivido.

Tenho que me sentir com valor e isso não pode depender da postura dos outros.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Foto original por Aaron Burden on Unsplash

Pin It on Pinterest

Copied!