Decidi  criar uma série de artigos chamada “As Aventuras de uma Míope” para partilhar a minha experiência de melhoria de visão, incluindo a minha resistência à mudança, os meus boicotes e os momentos de clareza.

Apesar do processo de melhoria de visão não estar completo, posso dizer-vos que é um sucesso, pois a cada dia que passa vejo cada vez melhor.

 

Confiar na vida – 133 de 365

Aqui estou eu mais uma vez (uma de tantas outras) a escrever sobre confiar na vida. É tão simples confiar na vida e deixar que tudo corra pelo melhor. A vida torna-se tão mais fluída e agradável e tenho muito mais tempo para usufruir de todas as bênçãos que me são...

Tudo acontece no momento certo – 132 de 365

  Acho que já escrevi uma reflexão com este mesmo título, mas nunca é demais relembrar-me de que tudo, mas tudo acontece no momento certo. Muitas vezes penso nos “comos” e “porquês” vivendo na ilusão de que tenho de alguma forma controlo sobre o que vai acontecer. Mas...

Apaixonada pela vida – 131 de 365

Tenho pensado muito no amor que eu tenho pela vida. No passado, deixei-me ir ao sabor dos ventos e não conseguia sentir-me bem com nada. Os momentos que eu pensava serem de alegria, eram na verdade de euforia. Colocava expectativas nos outros, em acontecimentos e...

Viver como uma criança – 130 de 365

No meio de tanta coisa que vivo no dia-a-dia é fácil, ou melhor, treinei-me para que seja fácil perder-me daquilo que realmente importa. Isso faz-me pensar em quando eu era criança. O tempo não importava. O frio, o calor ou outra coisa exterior também não tinha...

Pôr as mãos na massa – 129 de 365

Apesar de em criança não me importar de me sujar enquanto brincava, à medida que fui crescendo comecei a  querer fechar-me numa bolha. Isso pode parecer insignificante, mas hoje, enquanto punha literalmente as mãos na massa e fazia uns biscoitos, refleti na barreira...

A vida está sempre a acontecer – 128 de 365

Durante muito tempo eu pensei que querer adiar aquilo que tinha que fazer, como por exemplo, adiar coisas que tinha que trabalhar em mim, não me traria consequências. Sim, eu reconhecia que tinha algo a melhorar, mas ainda me deixava levar por aquilo que costumava...

Holler Box

Pin It on Pinterest