Querido julho,

Apesar de já ter passado algum tempo e de já estarmos prestes a “entrar” em Setembro, acho que é importante recordar e partilhar algumas coisas que vivi durante este mês.

Os primeiros meses do ano foram bastante “atribulados” na medida em que muitas coisas mudaram a uma grande velocidade. O mês de julho foi talvez um mês de reflexão e de preparação para o que os meses seguintes iam trazer.

Se existe algo que eu quero relembrar e levar comigo deste sétimo mês do ano é a importância de me sentir bem comigo mesma. Eu treino esse bem-estar e parece que quando me sinto melhor me esqueço daquilo que eu tenho que fazer.

Muitas coisas poderiam ser evitadas e muitas experiências bem melhor aproveitadas se eu não estivesse focada em aspetos que eu não gosto em mim ou em aspetos que eu considero limitações.

Hoje tenho uma consciência diferente (também pelas coisas que aconteceram ao longo do mês de agosto), mas se há algo que nunca posso esquecer, independentemente do que possa acontecer, é confiar em mim mesma e amar-me a aceitar-me como sou, permitindo-me sempre melhorar.

Isso melhora as minhas relações e permite que a vida flua de forma bem diferente.

Obrigado Julho!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest