querido novembro

Querido Novembro,

Penso que todo este ano tem vindo a ser uma preparação para estes momentos intensos vividos neste último trimestre de 2018. Os últimos meses do ano costumam ser calmos, como que uma pausa antes do início de um novo ciclo de 365 dias que se seguirá.

Mas este ano não foi assim. Novembro trouxe muito crescimento, muitas lições e muita agitação. Mas isso é que é a vida; movimento, mudança e evolução.

Em vez de procurar a estabilidade, ao longo destes 30 dias tentei “habituar-me” à ideia de que viver não é procurar a zona de conforto. Sim, porque quanto mais cedo eu me habituar a essa ideia, melhor serão os meus dias.

A vida não pára e por mais que eu resista e me recuse a acompanhar o seu fluxo, as coisas sempre acontecerão da maneira que têm que acontecer.

Se eu resistir terei sofrimento, ansiedade e cada dia será apenas mais um dia. Se eu permitir o fluxo ( e me deixar levar com ele) terei bem-estar e confiança e cada dia será mais uma oportunidade para usufruir de todas as bênçãos.

Pelo que sei ( ou penso que sei) Dezembro ainda será mais movimentado e com certeza terei mais 31 dias para ser uma pessoa cada vez melhor, para que possa ter um mundo cada vez melhor.

Obrigado Novembro!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Copied!