resistir ao impulso

Já dei por mim muitas vezes a agir de forma impulsiva, ou melhor, a reagir às situações. No momento, é fácil deixar-me levar por aquilo que parece e responder à “letra” quando me deparo com diversas situações.

Mas a verdade é que essa é a maneira mais difícil de lidar com as situações. Enquanto eu tiver uma consciência limitada é “normal” que o primeiro impulso seja reagir e resistir ao que está a acontecer, mas eu posso sempre escolher o que vem a seguir.

Posso escolher começar a confiar ainda que a dúvida seja a primeira a surgir. Posso escolher aceitar mesmo quando a primeira coisa que faço é resistir.

Enquanto vou expandindo a minha consciência vou permitindo que o primeiro impulso que eu tenho vá mudando e que se aproxime mais daquilo que eu quero experienciar.

Mas se eu não fizer a minha parte e na hora em que tenho que agir em vez de reagir, me deixar levar pelo que é habitual, a mudança nunca vai acontecer.

A primeira reação foi o que eu me habituei a pensar, mas a segunda é a oportunidade para mudar a primeira.

Resta saber se eu quero alimentar o “costume” ou se quero exercer uma mudança na minha vida.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Copied!