sair do meu próprio caminho

Cada vez vejo com mais clareza que o maior boicotador do meu sucesso sou eu própria. Isso acontece de muitas maneiras, mas penso que a maior de todas é quando eu me impeço de mudar.

Muitas vezes deixo de fazer coisas porque no passado não as consegui fazer (por medo ou falta de confiança). Carrego comigo a imagem do que fui, sem olhar à volta e perceber que tudo já mudou.

Porque as coisas já mudaram de facto. Não sou a mesma pessoa que era quando comecei a ver as coisas de forma diferente. E o mundo, nas suas voltas constantes, também não é o mesmo.

É preciso sair do meu próprio caminho.

Às vezes tenho medo? Sim, ainda tenho medo. Às vezes duvido? Sim, isso ainda acontece.

Mas será que essa minha postura de não querer arriscar me ajuda ou me protege do que quer que eu tenha medo?

Não, muito pelo contrário.

Quanto mais me fecho, quanto mais me agarro a qualquer imagem que tenho de mim mesma, mais crio sofrimento e me impeço de viver.

A vida é mudança constante e eu também faço parte desse movimento. Tentar impedir que as coisas mudem não vai fazer com que isso aconteça; apenas vai adiar o inevitável.

Quanto mais cedo permitir que as coisas mudem, mais cedo me poderei maravilhar com a mudança do mundo e com a minha própria mudança.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Copied!