autêntica

Quando comecei a minha caminhada da mudança, o ser autêntico disse-me muito. Habituada a viver na mentira, coberta de máscaras, ser verdadeira e autêntica era algo completamente novo.

Não podemos mostrar aquilo que realmente sentimos, porque é sinal de fraqueza; só podemos ser verdadeiros para aqueles que nos são próximos; cuidado a quem confias aquilo que sentes; todas estas frases faziam parte da minha forma de viver a vida.

Por um lado queria sentir-me a fazer parte da vida, entregando-me às coisas que a vida me apresentava; por outro tinha medo, fechava-me aos outros e não confiava na vida.

Como é que eu podia viver uma vida autêntica se me fechava numa bolha de medo e insegurança?

Ao contrário do que eu pensava, se eu for autêntica nada de mal me vai acontecer, muito pelo contrário.

A minha relação comigo mesma, com a vida e com os outros vai ser muito mais saudável, poderei realmente usufruir de tudo o que vivo e em vez de tudo parecer uma mentira, poderei afirmar que vivo de verdade.

O mundo é aquilo que eu faço dele. Se estiver com medo do que ele me traz, estarei a criar isso mesmo. Se confiar e me entregar, tenho a certeza que apenas coisas que proporcionarão o meu crescimento me irão acontecer.

Obrigado!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Copied!