ter mais

Eu sempre me contentei com pouco e penso que ainda existe uma parte de mim que alimenta isso. Nada é mais prejudicial ao crescimento pessoal de um indivíduo do que contentar-se com pouco.

Como é que eu posso crescer, ser alguém melhor, ajudar o mundo a crescer se me contento apenas com uma parte de tudo aquilo que existe para mim?

Como é que eu posso desenvolver um projeto, ter a minha casa de sonhos, viajar e outras tantas coisas se o suficiente é aquilo que eu almejo?

Tenho que valorizar e agradecer o que me é apresentado no momento, e muitas vezes confundi o querer mais com o não estar grata pelo que tinha.

Mas não podia estar mais errada. Quanto menos eu ambicionava, menos grata me tornava por aquilo que tinha. Menos valor dava às coisas.

Ter mais para dar mais é algo muito importante. É permitir o fluxo. É libertar as coisas para que mais coisas possam usufruir.

Não poderia estar neste momento a escrever este artigo se eu não tivesse sonhado com algo melhor. Estaria a seguir o percurso de vida “normal”.

Mas quis mais. Mais sonhos, mais responsabilidade, mais experiência.

Só posso dar aquilo que tenho. Como é que posso querer dar mais se não o tenho?

Obrigado!

Ângela Barnabé

Pin It on Pinterest

Copied!