Aquilo que eu sinto e penso interfere na forma como as coisas se desenrolam.

Sempre que penso que algo correu mal é porque eu não estou bem. O julgamento é indicativo de um estado de não aceitação e na maior parte das vezes aquilo que parece não é aquilo que realmente é.

Melhor, a perceção que eu tenho da realidade é sempre limitada pelas minhas crenças. Se eu posso mudar as minhas crenças e assim mudar a perceção da minha realidade e mais do que isso, posso mudar o percurso das coisas, não existe nenhum motivo para não viver uma vida realmente satisfatória.

Todas as oportunidades estão no mesmo lugar; aquilo que pode ser um causador de mal estar pode levar-me a sentir-me bem, basta escolher algo diferente.

Tenho “1001 motivos” para ser feliz e tudo depende de mim.

Da minha escolha, da minha postura e principalmente da minha abertura a uma constante expansão da consciência e a um criar de um mundo cada vez melhor.

Obrigado.

Ângela Barnabé

Foto original por Luca Micheli on Unsplash

Pin It on Pinterest